ARAGUAÍNA- Mato Alto vira esconderijo para criminosos em bairro de Araguaína.

DIVULGAÇÃO  1°  P/ USUÁRIO.”

Mato alto vira esconderijo para criminosos em bairro de Araguaína
Segundo moradores, a área é pública e foi roçada pela última vez em junho do ano passado, por funcionários da prefeitura.


NOVA REDAÇÃO:

ATUALIZADO;  no dia 04/01/18 às 15:h20min por SEGURANÇA PRIVADA Jucelino  ( FOTOS e VÍDEOS ) divulgação.”

 

Mato alto em terreno público de Araguaína oferece risco para moradores

O mato alto em um terreno que fica na rua África do Sul, no setor Lago Azul 4, em Araguaína, se tornou esconderijo para criminosos. Segundo moradores, a área é público e foi roçada pela última vez em junho do ano passado, por funcionários da prefeitura.

“Recentemente foi roubada uma casa aqui. O rapaz conseguiu ver o suspeito e correu atrás dele, mas não conseguiu pegar porque ele entrou no mato”, conta o músico Gastón Junior Monteiro.

O terreno fica bem em frente ao açougue do José Lopes. Uma situação bem desagradável para quem se mudou para o local há seis meses e resolveu investir no próprio negócio. “Estou fechando o comércio mais cedo por causa do mato. Normalmente eu fechava entre às 20h e 21h. Agora estou fechando as 18h ou 18h30. Tem que colocar grade no comércio.

Os assaltos constantes na região têm assustado a dona de casa Francisca Matias dos Santos. Ela evita ao máximo passar por essa rua. “Tanto faz passar durante o dia ou durante a noite. É perigoso, só esconde o que não presta.”

A Prefeitura de Araguaína informou que nesta sexta-feira (5) uma equipe do departamento de limpeza irá ao residencial ao local e se o mato alto for em área pública do município, será feita a limpeza.

Caso o problema seja constatado em lote particular, o Departamento Municipal de Posturas e Edificações vai notificar o responsável para realizar a limpeza. O proprietário terá um prazo de cinco dias. Em caso de descumprimento, será multado e terá ainda que devolver ao poder público o valor dos serviços que será executo pela prefeitura. A multa nesses casos pode variar de R$ 100 a R$ 50 mil.