CARRO FORTE- Suspeitos de dar suporte para criminosos que explodiram carro-forte são presos pela Polícia Civil.

DIVULGAÇÃO 1° P/ USUÁRIO.”


Suspeitos de dar suporte para criminosos que explodiram carro-forte são presos pela Polícia Civil
Dois homens foram presos em Guaraí, na região central do estado. A operação foi chamada de Ergon Kindor, que significa trabalho limpo.

Por- G1 Tocantins.”

NOVA REDAÇÃO:

ATUALIZADO; No dia 19/06/19 às 15:h05min por SEGURANÇA PRIVADA jucelino… ( FOTOS e VÍDEOS ) compartilhe.”

Carro-forte ficou destruído após explosão — Foto: Ilton Dias/TV Anhanguera

A Delegacia de Investigações Criminais de Palmas cumpriu na manhã desta quarta-feira (19) dois mandados de prisão preventiva e seis ordens de busca e apreensão em Guaraí, na região central do estado. A investigação é contra suspeitos de dar suporte aos criminosos que explodiram um carro-forte na BR-153 em abril deste ano.

O assalto aconteceu na manhã do dia 30 de abril, na BR-153, entre Rio dos Bois e Fortaleza do Tabocão. Testemunhas gravaram um vídeo momentos depois da explosão. Os criminosos estavam encapuzados e fazendo disparos para o alto.

Com um dos suspeitos presos na manhã desta quarta-feira (19) foi apreendida uma arma de fogo. Os homens foram levados para a Deic de Guaraí, um deles é empresário na cidade e o outro é ex-policial.

A operação foi chamada de Ergon Kindor, que significa trabalho limpo. Participaram da operação a Deic de Palmas, Guaraí, Araguaína, Gurupi e a Delegacia de Repressão a Narcóticos de Palmas.

Entenda
O carro-forte foi alvo de criminosos na manhã desta terça-feira (30) entre Rio dos Bois e Tabocão, na região central do estado, no dia 30 de abril, na BR-153.

O veículo ficou totalmente destruído e com marcas de disparos. Segundo a polícia, após serem rendidos, os seguranças abandonaram o carro-forte e entraram no matagal à beira da rodovia. Eles não foram feridos.

Os criminosos fugiram em um carro, mas abandonaram e incendiaram um veículo logo depois. As polícias fizeram buscas por vários dias, mas ninguém foi preso.