ESPORTE- Caso Daniel jogador do São Paulo, polícia prendeu toda família pai, e mãe, e filha.

DIVULGAÇÃO  1°  P/  USUÁRIO.”

PARANÁ…

O CASO DO JOGADOR DANIEL MORTO COM REQUINTE DE CRUELDADE E TEVE SEU ÓRGÃO GENITAL CORTADO E JOGADO FORA.

A POLÍCIA PRENDEU TODA FAMÍLIA PAI MÃE E FILHA.

NOVA REDAÇÃO:

ATUALIZADO;  No dia  02/11/18  às  16:h59min  por SEGURANÇA PRIVADA jucelino… ( FOTOS e VÍDEOS  ) compartilhe.”

O jogador Daniel, que jogou em grandes clubes do Brasil como São Paulo, Cruzeiro e Botafogo, foi encontrado morto, com o pescoço cortado e com a genitália decepada, em um matagal na cidade de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. As investigações evoluíram e três prisões foram feitas na quinta-feira 1° de novembro.

Um deles, inclusive, assumiu o crime. Imagens no celular do jogador e um suposto estupro teriam motivado-o a matar o rapaz.

Edison Britter Junior, um empresário no estado do Paraná, confessou que realmente torturou e matou o jogador, mas alegou um motivo para ter cometido tal barbárie. Em seu depoimento à Polícia, que também foi divulgado pelas emissoras de TV, Junior disse que o jogador do São Bento tentou estuprar sua esposa, Cris.

O homem alega que ouviu a esposa gritar por socorro e, na sequência, percebeu que a porta do quarto onde ela se encontrada, estaria trancada. Edison teria arrombado a porta e visto Daniel sem suas roupas e ainda tentando abusar da mulher.

Edison pegou o celular de Daniel e viu fotos com sua esposa
Além disto, Edison ainda teria pego o celular do homem e visto que ele mandou imagens de uma suposta relação com Cris e ainda afirmou que já teria transado com ela. Neste momento, o homem alega ter pedido o controle e agido sob forte emoção, espancando o jogador, até que ele ficasse desacordado. Com ajuda de outros amigos, ele colocou o jovem no carro e, no local da desova do carro, terminou de matá-lo, cortando-lhe o pescoço e ainda decepando-lhe as partes íntimas.

A imagem que foi divulgada pela polícia e foi ao ar hoje na Band, mostrou, em uma foto, o jogador ao lado de Cris, aparentemente dormindo.

PRISÕES DECRETADAS…

Além de Edison, Cris, sua esposa, e também sua filha, que acabou de completar 18 anos, tiveram suas prisões decretadas. Em reportagem no Brasil Urgente nesta quinta-feira (1º), a juíza que analisou os pedidos de prisão temporária, não as revogou na audiência de custódia, por não ver vício no pedido.

Edison é confesso, mas disse que as duas outras presas, mãe e filha, não têm nenhum envolvimento. Por outro lado, a polícia acredita que elas estavam no carro no momento em que Daniel foi levado no porta-malas do carro para ser torturado e espancado e, portanto, podem ser cúmplices.