PALMAS-TO. Bebê morre por falta de energia no Hospital Infantil de Palmas.

NOVA REDAÇÃO:

ATUALIZADO;  no dia 06/10/17  às 07:h05min. Por SEGURANÇA PRIVADA Jucelino…

Faltou energia e respirador não funcionou’, diz laudo sobre morte de bebê em hospital.

Menino estava com pneumonia e foi entubado devido insuficiência respiratória aguda. Hospital Infantil de Palmas teve falta de energia durante temporal registrado em Palmas.
Por G1 Tocantins.

Menino morreu em hospital após queda de energia.

“Paciente estava entubado com ventilação mecânica. Faltou energia e o respirador não funcionou”, diz trecho do laudo do Serviço de Verificação de Óbito (SVO) sobre a morte do bebê João Marques de Sá, de dez meses. O menino morreu nesta quarta-feira (4) na emergência do Hospital Infantil de Palmas, após uma queda de energia durante chuva. Abalada, a mãe do menino reclama da falta de estrutura da unidade.
“Ele estava respirando bem e reagindo bem, tudo normal. Mas acabou a energia e tiveram que tirar o tubo, fizeram uma gambiarra e puxaram extensão de outra sala. A extensão que eles arrumaram não dava para ligar os aparelhos todos. A médica brigou, mas disseram que não podiam fazer nada”, lamentou a mãe do menino, Larissa Sousa de Sá.
O menino estava internado com pneumonia. Ele deu entrada no hospital por volta das 9h e morreu no final da tarde, às 18h.
O laudo diz que o menino estava com insuficiência respiratória aguda. Ele teve o tubo retirado e tentaram fazê-lo respirar de outra maneira, mas sem êxito. O bebê ainda voltou a ser entubado, mas não resistiu.
“Eles tentaram reanimar e ficaram mais ou menos uma hora lá dentro. A médica saiu lá de dentro e falou para me preparar porque a notícia não era boa. Logo veio outra médica e me chamou, eles fizeram de tudo, mas ele morreu”, contou a mãe.

Laudo do serviço de verificação de óbito
A Secretaria Estadual de Saúde confirmou que a morte do garoto foi motivada por uma queda na rede de energia.
“As frequentes quedas (e falta) de energia, na tarde da quarta-feira, causaram transtornos ao Hospital Infantil de Palmas, mesmo abastecido por um gerador de energia. Lamentavelmente no decorrer desse episódio o menor J. M. de S. veio a óbito”, diz nota enviada.
A mãe do bebê lamenta a falta de estrutura da unidade. “Foi falha técnica porque o hospital tinha que ter uma estrutura boa para funcionar.”
Sobre o gerador da unidade, a Sesau afirmou que o equipamento tem “capacidade para atender a demanda, é acionado automaticamente quando ocorre queda de energia e encontra-se com sua manutenção regular realizada a cada três meses”.
Uma sindicância foi aberta para apurar o caso.
O corpo do bebê será enterrado em Araguacema, na região oeste do estado.
Entenda
Um bebê de dez meses, que estava internado no Hospital Infantil de Palmas, morreu nesta quarta-feira (4), por volta das 18h, por causa de uma queda de energia na unidade. A falta de energia aconteceu durante uma forte chuva em Palmas. A criança estava entubada e havia entrado na unidade por volta das 9h do mesmo dia.
Segundo a Secretaria do Estado da Saúde (Sesau), o local estava abastecido com um gerador, mas a energia e os equipamentos levam tempo para estabilizar. O hospital não informou qual doença o bebê tinha.
A rápida chuva registrada na tarde desta quarta na região central de Palmas causou diversos estragos. Houve registro de falta de energia em várias quadras da capital, além da queda de árvores e fachadas de prédios devido a força dos ventos.
A Sesau informou que está acompanhado o caso com as autoridades competentes e determinou a abertura de sindicância para apurar a morte do bebê.