PALMAS-TO.” Polícia Civil deflagra 5ª fase da Operação Catarse contra suposta servidora fantasma.

DIVULGAÇÃO  1°  P/  USUÁRIO.”

Polícia Civil deflagra 5ª fase da Operação Catarse contra suposta servidora fantasma
Investigações apuram o fato da fisioterapeuta Cynara Leão, que ocupa cargos públicos nas esferas municipal e estadual, receber remuneração de órgão público sem de fato executar o serviço devido.

NOVA REDAÇÃO:

ATUALIZADO;  No dia  20/12/18  às  16:h38min  por SEGURANÇA PRIVADA jucelino… ( FOTOS e VÍDEOS  ) compartilhe.”

 

Policiais explicam detalhes sobre a operação em Paraíso Divulgação/SSP
A Polícia Civil do Tocantins, através das Delegacias de Paraíso, deflagrou na manhã de hoje, 20, a quinta fase da Operação Catarse. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em vários endereços da cidade.

De acordo com a Polícia Civil, a medida busca colher provas relacionadas à existência de uma servidora supostamente fantasma nos quadros do governo do Estado. Um dos endereços visitados pela polícia é uma clínica de estética localizada em Paraíso.

A polícia informou, ainda, que as investigações apuram o fato da fisioterapeuta Cynara Leão, que ocupa cargos públicos nas esferas municipal e estadual, receber remuneração de órgão público sem de fato executar o serviço devido. “O inquérito policial será concluído e remetido ao Ministério Público e ao Poder Judiciário para a adoção das medidas legais pertinentes”, informou a polícia.

De acordo com o delegado José Lucas Melo da Silva, a servidora, concursada em 2010 na Secretaria da Saúde com carga horária de 40 horas, também seria concursada na Prefeitura Municipal de Paraíso, além de possuir outras três empresas de estética na cidade. “Não só a carga horária dela no Estado quanto no município eram incompatíveis muito menos com as empresas onde ela divulgava procedimentos estéticos nas redes sociais”, afirmou.

Ainda conforme o delegado, no mandado de busca e apreensão foram recolhidos documentos, computadores e telefones celulares. “Ela será ouvida nesta tarde. Posteriormente faremos as análises dos materiais recolhidos e vamos encaminhar à equipe responsável pela operação para saber se existe uma inter-relação entre ela e os demais investigados”, afirmou.