PRESÍDIOS Justiça determina quê revistem os presídios no Tocantins

NOVA REDAÇÃO:

ATUALIZADO; no dia 21/12/17 às 16:h41min por SEGURANÇA PRIVADA Jucelino…

Unidades Prisionais do Tocantins são revistadas.
Com o intuito de manter a segurança e ordem nas Unidades Prisionais do estado, começou na manhã de segunda-feira, 18, a “Operação Fim de Ano”, realizada pela Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju) com apoio da Polícia Militar e Civil do Tocantins. A varredura geral foi realizada, em sua primeira etapa, na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, no Centro de Reeducação Social Luz do Amanhã (CRSLA-Cariri), na Casa de Prisão Provisória de Araguaína e na Unidade Penal Feminina de Palmas.

“O procedimento de revista vem reforçar os protocolos de segurança nas unidades prisionais neste fim de ano. A operação busca desarticular planos de fuga, manter a ordem nas unidades e garantir a integridade física da população carcerária, dos servidores e demais públicos que frequentam o ambiente carcerário, conforme previsto na Lei de Execução Penal”, explicou o diretor de Administração e Infraestrutura Penitenciária e Prisional, Cristovão Lopes.

De acordo com o diretor, estão articulados adentramentos em todas as 41 unidades prisionais do estado até o fim dessa semana. “Antes da festas de fim de ano, completaremos as revistas nas unidades. No mês passado já realizamos uma revista em todas elas, mas essa operação vem reforçar a preocupação do estado na segurança das unidades prisionais”, esclareceu.

Participaram diretamente da primeira etapa da varredura, 332 servidores, entre homens e mulheres, sendo 191 técnicos em Defesa Social, 41 servidores administrativos, 85 policiais militares e 15 policiais civis. “Os servidores estiveram envolvidos em uma busca minuciosa nas celas, procurando possíveis armas, aparelhos celulares, entorpecentes e qualquer outros objetos que não são permitidos dentro das unidades prisionais”, explicou Cristovão Lopes.

No total foram apreendidos, 16 aparelhos celulares, 101 litros de bebidas destiladas (artesanais), 85 chunços, 51 facas artesanais, 22 carregadores de celular, 02 barras e 01 gancho de ferro, cerca de 570 gramas de substância análoga à maconha e 24 gramas de substâncias análogas à cocaína.