TOCANTÍNS-” Rossine faz acordo de delação premiada, envolvendo políticos do Estado do Tocantins.

NOVA REDAÇÃO:

ATUALIZADO; no dia 17/10/17 às 07:h38min. Por SEGURANÇA PRIVADA Jucelino…

Delação de Rossine sobre políticos do TO está com ministro Alexandre de Moraes, do STF.

 A delação premiada do empreiteiro Rossine Aires Guimarães, dono da construtora Rio Tocantins, com o Ministério Público Federal, está com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. A delação foi revelada em primeira mão pelo blog em junho.

Como o depoimento do empreiteiro cita políticos com foro privilegiado, a delação precisa passar pela mais alta Corte do Judiciário brasileiro, a quem cabe a homologação.

Em junho o blog divulgou que Rossini falou por 14 horas, em dois dias, com os procuradores. O empresário sempre foi um dos grandes “mecenas” da política estadual e esteve no centro das denúncias envolvendo o bicheiro Carlinhos Cacheira, em 2012.

Depois apareceu na Operação Ápia, que investiga esquema que fraudava licitações públicas e execução de contratos celebrados para a terraplanagem e pavimentação asfáltica em diversas rodovias estaduais. Com problemas de saúde, ficou em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica.

Ainda em outubro, uma filha, sócio e funcionários do empreiteiro também foram alvos da Operação Ápia. Alguns chegaram a ter a prisão preventiva decretada, mas não ficaram presos.

Ele também foi alvo da Operação Reis do Gado, que investigou um esquema de fraudes em contratos de licitações públicas.

A Ápia
A delação acontece dentro da Operação Ápia, que fez um ano este mês, com 90 investigados e cerca de 500 indiciamentos.

A Ápia investiga contratos de empréstimos do governo do Tocantins, entre 2012 e 2014, num total de R$ 1,2 bilhão, para 12 obras de pavimentação pelo Estado.